Como se Tornar um Microempreendedor Individual

Como se Tornar um Microempreendedor Individual

Cada vez mais a frase Microempreendedor Individual está tomando conta do setor de beleza.

Todo empresário sonha com o sucesso do seu negócio e o crescimento da empresa, não é mesmo? Mas todo começo exige passos pequenos, porém muito importantes.

Começar um negócio faz com que você formalize a empresa e sua atuação no mercado e tudo pode ser mais simples do que parece. É ai que entra o tal do Microempreendedor Individual, ou simplesmente MEI.

O que é o MEI?

O Microempreendedor Individual (MEI) é a classificação dada ao autônomo que torna seu trabalho regulamentado. Através dessa condição é onde se iniciam negócios de forma simples, com menos burocracia e custos baixos.

Todos os processos de abertura da empresa podem ser feitas pelo próprio empreendedor e é possível registrar um funcionário, desde que por salário mínimo ou o piso da categoria.

O MEI garante através da contribuição mensal benefícios ao microempreendedor como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros. São os mesmos benefícios concedidos aos trabalhadores com registro em carteira contribuintes da Previdência Social.

O enquadramento isenta o microempreendedor de tributos federais por estar registrado no Simples Nacional e permite a emissão de nota fiscal.

Os valores mensais variam de acordo com o trabalho do autônomo: R$ 47,85 (comércio ou indústria), R$ 51,85 (prestação de serviços) ou R$ 52,85 (comércio e serviços).

Quem Pode ser Microempreendedor Individual?

Para se tornar um Microempreendedor Individual é necessário ter mais de 18 anos e o faturamento anual do negócio não pode ultrapassar R$ 60 mil.

O MEI possui uma lista com 480 atividades permitidas para o enquadramento. Para um salão de beleza. A atividade pode ser CABELEIREIRO – CNAE 9602-5/01 que enquadra cabeleireiros, manicures e pedicures.

É importante saber que o MEI não pode ser participante de sociedades de outras empresas, nem administrador ou titular.

Como se Tornar um Microempreendedor Individual?

Faça sua inscrição no Portal do Empreendedor gratuitamente. Será um breve cadastro sobre o empreendedor e sua atividade.

Após preencher o formulário, imprima o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual que terão todas as informações do seu MEI, como número do CNPJ.

Para emissão de nota fiscal é necessário ser cadastrado no órgão responsável na esfera municipal regulamentado pela Prefeitura. A variação de cadastro será para prestadores de serviços e comércio/indústria, pois o recolhimento dos impostos é diferenciado. A partir daí, você está pronto para dar início ao seu empreendimento.

Qual a Importância de ser MEI para os Profissionais?

Com a nova Lei Salão-Parceiro Profissional-Parceiro, os profissionais que atuam em salão de beleza, estética, barbearia e outros estabelecimento do ramo, terão que emitir notas fiscais com os valores recebíveis através dos seus serviços prestados.

Como já dito, quem é Microempreendedor Individual conseguirá emitir notas fiscais de maneira fácil, portanto tornar-se MEI é importantíssimo para os profissionais que quiserem estar dentro da nova lei.

É óbvio que, a maioria dos estabelecimentos de beleza irão dar preferência aos profissionais que se enquadram na lei, logo estar regulamentado é uma forma de conseguir ou prospectar novos trabalhos.

Estabelecimentos que irão se adequar a nova lei também irá pedir (ou até mesmo exigir) que seus profissionais tornem-se Microempreendedores Individuais.

Diante de tal necessidade, algumas dúvidas surgem de maneira natural, abaixo está algumas delas que já buscamos responder.

Preciso de um Contador?

Como o MEI é isento de impostos e declaração de renda e possui apenas uma contribuição fixa mensal, o serviço de um contador ou escritório contábil não se faz necessário.

Mesmo em casos de baixa do MEI, a solicitação pode ser feita pelo Portal do Empreendedor sem custos e de forma simples.

Alterações no cadastro também são feitas pelo Portal, deixando tudo prático para o microempreendedor.

Como Pago meus Impostos?

O pagamento mensal do Simples Nacional também é feito pelo Portal do Empreendedor na emissão do DAS (Documentação de Arrecadação Simplificada).

Mesmo após o vencimento, a guia também pode ser emitida pelo site com valor atualizado.

E Quando Meu Negócio Crescer?

Com um faturamento maior que R$ 60 mil/ano, seu cadastro continua no enquadramento do Simples Nacional, mas com uma nova tributação.

Nesse caso, é indicado buscar por um profissional de contabilidade para todos os ajustes que devem ser feitos.

Parabéns, agora você sabe como se tornar um Microempreendedor Individual! Seu negócio está pronto para começar e fazer sucesso e se você é profissional, agorá está pronto para ficar dentro da lei.

Ficou alguma dúvida? Escreva para nós nos comentários!

Aprenda Mais!

2 Comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares